Como montar uma floricultura gastando pouco

15/09/2022
10 min de leitura
Equipe Dindim
15/09/2022
10 min de leitura

Quer saber como montar um floricultura gastando pouco? Confira os tipos de comércio do setor, o que você precisa para abrir sua empresa no ramo, quais cursos fazer e como administrar.

Montar uma floricultura pode dar um pouco de trabalho, mas costuma valer a pena porque  o ramo é lucrativo. 

Quer ver?

O mercado nacional de flores e plantas movimentou quase R$11 bilhões em 2021, segundo levantamento do Instituto Brasileiro de Floricultura (Ibraflor). A instituição ainda prevê um crescimento de 12% no setor para o ano de 2022.

Interessante, não é mesmo?

Para trabalhar nesse ramo, é preciso unir dois universos: o da administração de empresas com o botânico. Parece complicado, mas não é. 

Com um pouco de atenção para os princípios básicos de gerenciamento e conhecimento sobre plantas, é possível iniciar um comércio de flores bastante promissor.

E para te ajudar nessa, preparamos este artigo com o caminho das pedras (e flores!). Confira.

O que é uma floricultura

Uma floricultura é um comércio especializado em vender plantas e flores. A palavra floricultura também significa a técnica de cultivo floral.

Pensando no conceito de negócio, as floriculturas podem ter tamanhos e especialidades diferentes. Conheça os principais.

Floricultura e grameira

Geralmente, esse tipo de floricultura é de grande porte e não comercializa somente flores e plantas pequenas.

Nesses estabelecimentos, também são vendidos itens maiores e em grande quantidade para construção de jardins e até bosques.

Aqui é possível encontrar: grama para compra em larga escala, terra vendida em metros cúbicos e até árvores mais crescidas, com alturas superiores a dois metros.

Floricultura para presente

Existem também as floriculturas especialistas em presentear. Nelas, o foco são os buquês, vasos e arranjos de pequeno porte.

Essas lojas costumam montar kits com adereços temáticos para datas comemorativas – por exemplo, buquê de flores com vinho e chocolate para o dia dos namorados.

Nesse tipo de comércio também se destacam as embalagens charmosas e a entrega por delivery. Tudo para presentear à distância e celebrar momentos importantes da vida das pessoas: aniversário, nascimento de bebê ou superação de alguma enfermidade.

Ainda, as floriculturas desse ramo costumam aceitar encomendas de arranjos personalizados com foto do presenteado ou fazendo referência a algo que ele gosta – como séries, músicas e filmes.

Floricultura para festas

Ainda, há floriculturas que se especializam em arranjos para festas mais sociais, como casamentos e formaturas.

Vasos para as mesas da festa, arcos para os noivos e painel para fundo de fotos são alguns dos principais tipos de decoração com flor que lojas do ramo costumam montar.

Quanto custa montar uma floricultura

O custo para montar uma floricultura depende do tamanho do negócio, mas especialistas estimam que um estabelecimento de médio porte começa em R$80 mil reais, aproximadamente.

Com isso é fácil de concluir que comércios menores podem ter um custo inicial mais enxuto, enquanto os maiores tendem a custar mais.

Para calcular o custo de montar uma floricultura, é importante levantar as seguintes despesas:

  • aluguel do local onde o comércio será instalado;
  • custo de mudas para plantio próprio;
  • investimento em estoque de plantas para revenda;
  • custo de peças e acessórios de jardinagem.

Como montar uma floricultura gastando pouco

Para montar uma floricultura gastando pouco é importante pensar em algumas estratégias que reduzem a necessidade de investimento inicial, dando oportunidade do seu negócio se expandir conforme vende e lucra.

  • Procure utilizar um espaço próprio para montar sua loja para evitar o custo do aluguel;
  • Se não tem espaço próprio para um comércio físico, considere começar as vendas em lojas virtuais e marketplaces;
  • Inicie com um negócio de pequeno porte, como as floriculturas especializadas em arranjos para presente.

O que precisa para montar uma floricultura

Para montar uma floricultura é necessário abrir uma empresa e instalar o negócio, veja mais detalhes na sequência.

Abrir empresa

O ponto de partida para montar uma floricultura é abrir a empresa que pode, inclusive, ser MEI.

Isso é necessário porque para ter um ponto de venda de flores, assim como para qualquer comércio, é importante obter a autorização da prefeitura – o alvará. 

E o alvará vem depois do CNPJ.

Além disso, formalizado como pessoa jurídica, o empreendedor consegue negócios mais vantajosos com investidores e fornecedores.

Escolher um bom ponto de venda

Além de abrir empresa no papel, vale a pena investir na pesquisa de um bom local para abrir a floricultura na prática.

Para espaços especializados em presentes de pequeno porte, uma loja menor e até mesmo no interior de shoppings ou centros comerciais já vale a pena.

Se a ideia é uma floricultura de grande porte, é interessante ter espaço para montar estufas e terrenos para deixar plantas maiores ao ar livre.

Negociar com fornecedores

Por fim, para montar uma floricultura é fundamental encontrar bons fornecedores para negociar.

Aqui, é bem importante verificar qualidade e procedência de mudas e sementes, além de boas oportunidades de pagamento parcelado ou com desconto à vista.

Como administrar uma floricultura

Administrar uma floricultura une elementos comuns à gestão de todo negócio e conhecimentos específicos do segmento.

Separamos as principais estratégias e tarefas necessárias, acompanhe!

Realize o controle de qualidade

Um dos principais diferenciais de floriculturas com boas vendas é a qualidade das flores e plantas. 

Por isso, vale a pena prestar atenção na procedência das sementes e mudas adquiridas para revenda.

Além disso, é muito importante aplicar as técnicas adequadas de cultivo e manutenção dos itens que estão na loja. 

Tenha uma estratégia comercial

Isso significa criar estratégias inteligentes para atingir metas de faturamento e vender bem o ano todo. 

Aqui entram técnicas como: pesquisa de hábitos do público alvo, divulgação adequada para atrair clientes e fornecimento de várias formas de pagamento para o consumidor

Planeje a precificação

Em outras palavras, pensar bem no preço dos produtos. 

Afinal, para que a floricultura seja competitiva no mercado e atraia clientes, mas ao mesmo tempo gere lucros, é importante calcular bem o preço de cada item.

Faça um bom controle financeiro

Essencial para qualquer empresa, o controle financeiro permite conhecer a necessidade de capital de giro e quais medidas são necessárias para manter as contas em dia, reduzir desperdícios e permitir um fluxo de caixa saudável.

Acompanhe os resultados

Por fim, é fundamental acompanhar os resultados: quanto a empresa teve de lucro, quais são os produtos que mais vendem, o que fica parado no estoque, fontes de desperdício e oportunidades de investimento.

Tudo isso ajuda a perceber a realidade do negócio e se planejar para o futuro.

Qual a margem de lucro de uma floricultura

A margem de lucro de uma floricultura varia de 20% a 50%, segundo levantamento de especialistas do setor.

É interessante lembrar que a margem média de negócio considera o valor total de vendas e lucratividade.

Ao analisar itens isoladamente, as margens variam bastante. Alguns produtos – geralmente os mais caros – têm margem mais tímida, em torno de 5%.

Já os artigos pequenos, baratos e comprados pelo lojista em grande quantidade para a revenda, podem ter margens significativas que giram em torno de 300%.

Como decorar uma floricultura

Decorar uma floricultura pode ser a mais fácil das missões, já que as próprias flores enfeitam o ambiente.

A dica é manter os produtos bem organizados e o local limpo, investindo em prateleiras e vasos para expor as plantas e deixar que elas façam o papel decorativo.

O que vender em uma floricultura

Veja uma lista dos principais itens que você pode vender em uma floricultura.

  • Flores clássicas;
  • Flores exóticas;
  • Folhagens verdes;
  • Folhagens coloridas;
  • Arbustos;
  • Mudas de árvore;
  • Mudas comestíveis;
  • Sementes;
  • Terrários;
  • Arranjos;
  • Buquês;
  • Terra;
  • Grama;
  • Pedras ornamentais;
  • Kits de presente;
  • Itens para o consumidor montar seu kit – vinho, chocolate, porta retrato, laços e fitas: 
  • Ferramentas de jardinagem.

Qual curso fazer para trabalhar em floricultura

Para trabalhar em floricultura é interessante fazer algum curso que ensine princípios básicos de cultivo, manutenção e organização de plantas.

Esse tipo de conhecimento é importante tanto para o cuidado com os produtos da loja, quanto para orientar o cliente na hora da compra.

Veja alguns cursos, abaixo.

Paisagismo

O paisagismo é um curso cujo foco principal são os projetos de jardim. 

Em outras palavras, ensina planejamento e desenho de melhores combinações de plantas e flores para criar um ambiente bonito e funcional, atendendo o gosto do cliente e as necessidades do espaço.

No curso de paisagismo, é comum aprender sobre o universo botânico, conceitos de design e manuseio de software para criação dos projetos. 

Jardinagem

O curso de jardinagem tem foco na parte prática do plantio e manutenção das flores, plantas e jardins.

Por isso é muito comum que paisagismo e jardinagem andem juntos. Enquanto o paisagismo elabora o projeto, a jardinagem dá vida ao desenho. 

Apesar do foco prático, nos cursos de jardinagem é comum que o aluno também aprenda a parte teórica da botânica.

Botânica

Por falar em botânica, esse curso ensina sobre a flora. 

É um conhecimento mais teórico ligado à vida vegetal, algo que tem enorme utilidade para a manutenção adequada das plantas.

Por ser um tema amplo, os cursos de botânica são mais aprofundados e longos – inclusive, estudar botânica também faz parte da grade curricular do curso de graduação em biologia nas faculdades.

Arte floral

Por fim, um dos principais cursos para trabalhar com floricultura é o de arte floral. 

Aqui, geralmente o aluno aprende conceitos de arte, design, combinação de cores e até o significado cultural e histórico das flores para aplicar na produção de arranjos e ornamentos. 

Como escolher um nome para floricultura

Para escolher um nome para floricultura você pode se inspirar no público alvo, na região onde vende, em referências culturais e nos próprios produtos.

Ainda, é possível escolher o nome da sua floricultura com um gerador de nomes para empresa

Ferramenta grátis: gerador de nomes para empresas

Gostou de aprender como montar uma floricultura gastando pouco? Conta pra gente nos comentários!

O Dindim por dindim é o portal da SumUp feito para ajudar você a melhorar sua vida financeira. Aqui você vai aprender sobre finanças pessoais e empreendedorismo com quem mais entende do assunto. Ainda não conhece a SumUp? Venha saber mais sobre as nossas maquininhas e soluções financeiras.

Ícone de categoria
Ícone de categoria

Gostou? Comenta aqui