Empreendedorismo feminino: ideias de negócios para empreendedoras

22/02/2022
13 min de leitura
Equipe Dindim
22/02/2022
13 min de leitura

Você é uma mulher que sonha em ter seu próprio negócio? Conheça mais sobre empreendedorismo feminino e confira ideias de negócios para você se inspirar!

Ter o próprio negócio e conseguir criar e oferecer produtos e soluções que ajudem as pessoas, além de potencializar ganhos financeiros é o sonho de muitas mulheres!

Hoje, segundo dados do Sebrae, existem 9,3 milhões de mulheres empreendedoras no Brasil e são elas que ajudam a movimentar a economia e a inovar no mundo dos negócios!

E você? Também é uma dessas mulheres que sonha em ter seu próprio negócio e colocar suas ideias em prática? 

Então confira o conteúdo sobre empreendedorismo feminino que preparamos para você!

O que é empreendedorismo feminino

Para começar o seu negócio é necessário entender um pouco mais sobre este movimento e como se destacar em meio aos desafios.

Sim, o empreendedorismo feminino é um movimento, onde mulheres protagonizam negócios, sejam criados por elas ou em cargos de liderança em empresas, atuando com o intraempreendedorismo. 

São elas que tomam as decisões e decidem as estratégias para desenvolver o negócio. 

A atuação de mulheres à frente de empresas é essencial, tanto que existe um dia especial para comemorar e destacar o papel do empreendedorismo feminino: 19 de novembro.

Confira abaixo um pouco mais sobre os motivos que fazem deste movimento ser essencial para os negócios e para a sociedade!

A importância do empreendedorismo feminino

A presença de mulheres no mercado, como um todo, auxilia na diversidade de posturas, percepções e nos modos de fazer negócios.

A flexibilidade e a empatia são características de lideranças femininas. E isto auxilia na criação de um ambiente profissional mais aberto e voltado igualmente para o desenvolvimento pessoal.

Mulheres chefiando e liderando negócios é um ponto positivo até mesmo para o desenvolvimento social, com a redução de desigualdades e geração de renda, auxiliando a economia. 

Além disso, servem de inspiração para outras mulheres e meninas que se espelham na força das mulheres empreendedoras para conquistar seus sonhos. 

Estes benefícios sociais aliados ao desenvolvimento de negócios com forte presença de competências comportamentais, mostram a importância do empreendedorismo feminino. 

Mas embora esta importância seja percebida e cada vez mais destacada, ainda existem muitos desafios para o empreendedorismo feminino.

Veja os principais deles abaixo!

Desafios do empreendedorismo feminino

Listamos os principais desafios para que as mulheres consigam exercer com mais facilidade o protagonismo dos negócios:

Jornada múltipla

Independente de qual é a função da mulher, quando falamos de atuação profissional feminina temos que falar dos vários papéis femininos.

Mulheres são mães, donas de casa e possuem responsabilidades além da carga horária do seu negócio.

Seja para começar uma empresa ou manter uma carreira ou negócio, é necessário antes de mais nada vencer esta barreira inicial. Criando uma rotina equilibrada com os demais membros da casa ou com redes de apoio com a família, parentes e amigos. 

Além disso, empresas devem investir em políticas organizacionais de contratação e retenção de talentos femininos, entendendo as especificidades destas funcionárias e promovendo o crescimento e ganhos igualitários aos homens. 

Com isso, elas conseguem maior e melhor dedicação aos negócios e o desenvolvimento de melhores resultados em suas atuações profissionais. 

Discriminação

Alinhado ao primeiro tópico, o item discriminação ainda é algo a ser vencido.

Embora, hoje seja comum ver mulheres líderes e donas de negócios, os obstáculos são maiores em comparação aos profissionais homens. 

Problemas graves como assédios, de qualquer tipo, são desafios que as empresas devem banir, seja na criação aberta de um canal de comunicação e denúncias, com ações educativas e comportamentais, ou até mesmo com punição e sinalização de situações e funcionários envolvidos. 

Dificuldade de criação e manutenção do negócio 

As mulheres começam um negócio, principalmente, pela necessidade da independência financeira, ou para ter uma fonte de renda extra. 

Esta conquista da independência passa por desafios desde o início da jornada: como conseguir um financiamento e começar um negócio, por exemplo. 

Bancos e instituições financeiras avaliam com maior rigor as mulheres – por assumir muitas vezes a responsabilidade da empresa junto da família e do lar, o negócio pode ficar em segundo plano, ocasionando dívidas e inadimplência. 

As empreendedoras enfrentam taxas de juros maiores e prazos e valores liberados menores, mesmo com menor inadimplência dos pagamentos e maior contribuição para a previdência 

A manutenção do negócio também apresenta desafios e muitas delas acabam desistindo. 

E isto resulta na taxa de conversão das mulheres: de empreendedoras para donas de negócio (com mais de 41 meses à frente do empreendimento) 40% menor ao dos homens, segundo pesquisa Empreendedorismo Feminino no Brasil, do Sebrae, de fevereiro de 2021.

Ou seja, maiores e melhores estímulos devem ser proporcionados para que as empreendedoras femininas consigam seu lugar de destaque. 

E mesmo com todas as dificuldades, elas representam 48% dos microempreendedores individuais (MEI), por exemplo, porém possuem estruturas de negócios mais simples, como o local de funcionamento do negócio (55,4% destas microempreendedoras desenvolvem seus produtos e serviços em casa). 

Ser sua própria chefe é um desafio enorme, né? Por isso, preparamos uma newsletter exclusiva pra você. Assine agora mesmo!

Para te ajudar a ser protagonista do seu negócio, nós do Dindim listamos 8 ideias de negócios para mulheres empreendedoras. Confira!

8 ideias de negócios para mulheres empreendedoras

1 – Roupas e acessórios

O mercado de roupas e acessórios nunca para. 

Mesmo que eventos sociais tenham diminuído o ritmo nos últimos 2 anos, as pessoas costumam buscar um look bonito e estar sempre na moda.

É possível trabalhar com revenda destes produtos e também com produções próprias.

Montar uma loja de roupas e acessórios é uma excelente saída para mulheres que querem empreender e gostam de moda!

Estude como vender roupas pela internet e em um espaço físico e mãos à obra!

2 – Beleza e estética

Seja um salão em casa, um estúdio de design de sobrancelha ou a revenda de produtos, o segmento de beleza e estética é um sucesso!

Se você possui conhecimento ou quer entrar de vez nesse mercado, invista hoje mesmo e comece seu negócio de sucesso na área dos cuidados pessoais!

3 – Marmitas fitness

A busca por facilidade aliada à saúde fez com que os negócios de marmita fitness explodissem!

Pesquise sobre o segmento, faça um planejamento financeiro bem detalhado e conte com auxílio de uma nutricionista para montar um cardápio variado.

Estas são algumas dicas para você, mulher, que quer começar neste negócio!

4 – Doces e salgados para festa

Se cozinhar é sua paixão, e você quer investir em algo não tão fitness, mas que são figurinhas carimbadas na memória e no gosto das pessoas, invista na venda de doces e salgados para festas!

Comece a oferecer para conhecidos e depois faça uma boa divulgação para que seu negócio comece com o pé direito!

5 – Fabricação de móveis

Um dos motivos para o crescimento do setor é o mais fácil acesso a ferramentas e recursos de marcenaria e valorização de móveis artesanais.

Se você tem habilidades manuais ou adora o ramo de decoração, aproveite que na internet há diversos sites de faça você mesmo (ou Do It Yourself, como o termo é conhecido em inglês).

No YouTube também há muitas pessoas ensinando como criar suas próprias peças.

6 – Fabricação de bijuterias

Bijuteria é algo que sempre há procura.

Além de ser possível trabalhar com revendas de semi – jóias e bijuterias, é um tipo de negócio que você não precisa investir tanto para começar e você pode também arriscar com suas habilidades de criar sua coleção com produtos feitos a mão por você. 

7 – Edição de livros

Se você é amante da leitura e gosta de escrever, trabalhar com edição de livros é uma boa ideia.

Para abrir uma editora você precisa ter bons conhecimentos de português, conhecer processos de diagramação e o setor de literatura.

8 – Artesanato

Você gosta de trabalhos manuais?

Então, invista em um negócios que produzam produtos artesanais, como: tapetes, cachecóis, roupinhas de bebê, itens de decoração para casa, como: velas aromáticas, vasos, etc. 

Viu só? Isto é só uma pequena amostra de ideias para trabalhar por contra própria e ser sua própria chefe!

Neste vídeo, a Ana Paula dá dicas de sucesso para mulheres empreendedoras. Vale a pena assistir e complementar sua leitura.

4 ideias de negócios para uma mãe empreendedora

Ter um filho muda a vida dos pais. Os pequenos demandam cuidados que tomam tempo e dedicação, o que pode influenciar na carreira.

Algumas mães até decidem mudar de profissão pensando em atividades que permitam que elas tenham mais tempo para as crianças.

Abrir um negócio próprio é uma solução para aquelas que querem trabalhar de casa, por exemplo, ou fazer o seu horário.

Pensando nas mulheres que estão fora do mercado e querem voltar a ter uma rotina de trabalho, separamos algumas sugestões para mamães!

1. Comidinha de bebê

Você é daquelas mães que adoram cozinhar, aproveitam muito as primeiras colheradas dos pequenos e inventam receitas saudáveis e práticas?

Se sim, já pensou em vender essas comidinhas? As mamães que escolheram continuar na profissão – e na rotina do trabalho diário fora de casa – podem achar essas suas marmitinhas uma mão na roda!

Abrir um negócio de comidas congeladas saudáveis para bebês é uma ideia atrativa.

Você pode começar com a sua rua ou condomínio, depois aumentar a propaganda no bairro e entre os amigos próximos. Aposte em um site ou página em uma rede social para divulgar os produtos e receber os pedidos dos clientes.

2. Revendedora

Ser consultora de vendas de uma empresa pode não ser exatamente a mesma coisa que abrir um negócio próprio, mas é um caminho que vai te dar flexibilidade de horário, por exemplo.

Muitas empresas que buscam revendedores já estão consolidadas no mercado, inclusive.

Algumas companhias também aceitam que você ofereça os produtos pela internet. Daí é só planejar um sistema de logística para a entregas dos pedidos, além de uma forma de atrair os clientes online.

Entre os setores com empresas que têm um time de consultores estão o de cosmético, roupas e maquininhas de cartão.

3. Loja virtual

O comércio eletrônico, conhecido como e-commerce, aceita quase qualquer coisa. Montar uma “loja online” hoje é mais simples do que parece, já que alguns sites já trabalham com templates prontos, por exemplo.

O brasileiro também já está se acostumando a comprar produtos pela internet.

Pensando nisso, você pode, por exemplo, abrir um loja de roupa de bebê.

Também dá para ter uma espécie de brechó online com as peças dos pequenos que já não servem mais, mas ainda estão em bom estado e podem ser aproveitadas por outras crianças.

4. Freelancer

Muitas profissões hoje já podem ser exercidas apenas com um computador e acesso à internet.

Se o trabalho que você faz permite o chamado home office, que é justamente trabalhar de casa, é possível procurar alguns projetos que precisem de “freela” — ou seja, profissionais autônomos que atendem demandas.

Se você é contadora, por exemplo, pode abrir a sua própria empresa como Microempreendedora Individual (MEI) e divulgar o seu serviço para quem quer contratar esse tipo de profissional.

Redatoras, designers, editoras de vídeo ou foto e programadoras são algumas profissionais que conseguem achar freelas em sites como o 99freelas e o trampos.co, por exemplo.

Conte também com a indicação de amigos e colegas de trabalho, que são bons caminhos para você se consolidar como uma trabalhadora autônoma que emite Nota Fiscal.

A Caroline Araujo fez um vídeo bem legal para mães empreendedoras. Vale a pena assistir pra complementar a leitura!

Para finalizar, deixamos registradas aqui algumas frases sobre empreendedorismo feminino para sua inspiração!  

Frases sobre empreendedorismo feminino para se inspirar

Empreendedorismo, para mim, é fazer acontecer, independentemente do cenário, das opiniões ou das estatísticas. É ousar, fazer diferente, correr riscos, acreditar no seu ideal e na sua missão.

Luiza Helena Trajano, empresária brasileira que lidera a rede de lojas de varejo Magazine Luiza e outras empresas integradas a sua holding. 

Sonhos são adoráveis. Mas são só sonhos. São fugazes, efêmeros, bonitos. Sonhos não se tornaram realidade só porque você sonhou. É o esforço que faz as coisas acontecerem. É o esforço que cria mudança.

Shonda Rhimes, roteirista, cineasta e produtora de filmes e séries norte-americana.

Nem imaginava o que era uma franquia. Minha história é a da luta pela sobrevivência, por uma vida melhor para a minha mãe e para minha família. Não foi sorte, foi trabalho dia após dia. Toda mulher que persistir e batalhar pelo que quer pode chegar lá.

Cleusa Maria da Silva, fundadora da Sodiê Doces

Gostou deste conteúdo sobre empreendedorismo feminino? Conta pra gente nos comentários!

O Dindim por dindim é o portal da SumUp feito para ajudar você a melhorar sua vida financeira. Aqui você vai aprender sobre finanças pessoais e empreendedorismo com quem mais entende do assunto. Ainda não conhece a SumUp? Venha saber mais sobre as nossas maquininhas e soluções financeiras.

Ícone de categoria
Ícone de categoria

Gostou? Comenta aqui